Os Mercenários

12 de set de 2010

Depois desta matéria, onde falei saudosamente sobre os heróis do cinema de ação dos anos 80, agora o assunto é o filme OS MERCENÁRIOS,  estrelado e dirigido por Sylvester Stallone e que trás de volta muitos daqueles heróis da minha infância, além de outros contemporâneos.  Formando uma verdadeira seleção mundial dos longas de ação.

Só para se ter uma ideia, fazem parte do elenco, além de Stallone, Jason Statham, Jet Li, Dolph Lundgren, Terry Crews, Mickey Rourke, Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger. Com todo esse pessoal, se você for como eu e gostar de filmes de ação, provavelmente vai estar ansioso para assisti-lo. E com certeza, sabe o que esperar de OS MERCENÁRIOS. Muita adrenalina regada a brigas, tiroteio, perseguições alucinantes e explosões de tremer a sala.

E lhe digo sem medo de errar, se é isso o que você espera desse filme, vai gostar com certeza. Agora, se você espera um longa revolucionário, com diálogos intelectuais e dramas reflexivos, nem perca seu tempo. Essa não é e nunca vai ser a intenção de um filme desse naipe. O negócio aqui é outro. Entretenimento para macho, sacou? Deixe sua namorada na casa dela, reúna os amigos, abra uma cerveja e coloque o longa para rodar. Aí a diversão vai ser certa.

Tudo bem, o filme também não é a maior obra do gênero, mas serve, e muito bem como entretenimento puro e simples. Excelente para passar o tempo em uma tarde de sábado ou domingo.

A história não é nada muito original, como já era de se esperar. Barney Ross (Sylvester Stallone) é líder de um grupo de mercenários (jura?!), que como tal, trabalha para quem lhe pagar mais (sério?!). O grupo é contratado por um milionário misterioso que se apresenta como “Sr. Church” (Bruce Willis). A missão é ir até uma ilha localizada no Golfo do México, chamada Vilena, para matar o ditador local. Pronto, a sinopse é essa. Simples assim. Alguns outros detalhes vêm à tona, mas nada que você já não vá imaginar logo de cara.

O problema do filme é que a expectativa criada pelo elenco estrelado acaba atrapalhando a avaliação do mesmo. Já que, pela enorme quantidade de atores calibrados, você espera muito mais deles. Mas na verdade, a maioria, só faz pequenas aparições. Os únicos com mais de destaque são Stallone, Jason Statham e Jet Li. Os outros aparecem somente em algumas cenas, enquanto Schwarzenegger e Bruce Willis fazem apenas uma pequena ponta, mas que rende boas sacadas.  Falando nisso, algo legal no filme são as diversas piadas encontradas nos diálogos, muitas vezes fazendo referências a outros trabalhos dos atores e a eles próprios. Essa mistura de ação e o humor sempre é bem vinda e mais anos 80 que isso, impossível.  

Bom, se você procura um filme nas condições descritas alguns parágrafos acima, pode assistir OS MERCENÁRIOS sem medo nenhum. A diversão vai ser garantida. 

4 comentários:

Matheus Sonza disse...

Legal!
Bah cara, teu blog é muito interessante, parabéns! Um post é sobre música boa, outro é sobre um assunto completamente diferente, mas igualmente interessante.

Parabéns.

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

Valeu pelo elogio, Matheus.

A intenção do blog é essa mesmo, falar sobre os mais diversos temas. Procuro escrever textos sobre coisas que eu gostaria de ler. Se houver mais pessoas que goste mais ou menos das mesmas coisas que eu, vai gostar do blog.

Também aceitamos todo tipo de sugestão.

Arquimago disse...

Muito legal, preciso alugar logo para dar umas risadas!

Parabéns carinha!

Raul disse...

Ainda não vi, mas assim que tiver uma folga, ta no topo da lista de filmes a serem assistidos. Espero que o sucesso estimule a industrica cinematografica a dar mais atenção ao genero.

Postar um comentário

 
Café com Ócio | by TNB ©2010