Por que as coisas são tão caras no Brasil?

20 de dez de 2010


Toda vez que um novo produto é lançado no mercado, faço-me a mesma pergunta: “porque no Brasil as coisas custam tão caro?”. Afinal, este mesmo produto é vendido em outros países por um preço muito mais em conta. E olha que nem estou falando em seu custo proporcional e sim em apenas seu custo, de forma bruta. Pois, se falássemos em “proporção”, a coisa seria ainda mais bizarra, já que nestes países se ganha mais e os produtos são mais baratos do que aqui. Nesse caso a diferença seria monstruosa. Não que já não seja.

O primeiro motivo para isso acontecer é um velho conhecido do brasileiro: os impostos. Sim eles mesmos. Enquanto na maioria dos países existe apenas um único imposto especifico para o consumo, aqui em nosso país, são nada menos do que seis. Você pode até não saber seus nomes de cor, mas paga eles toda vez que compra alguma coisa. São eles IPI, ICMS, ISS, Cide, IOF e Cofins. E o pior, você paga imposto sobre imposto. É cruel, amigos. Por exemplo, o ICMS incide sobre o Cofins e o PIS. Ou seja, você é cobrado pelo imposto que já havia pagado antes. Demais, não? Não é a atoa que tudo fica absurdamente mais caro aqui no Brasil.

Não é pra menos que tanta gente hoje em dia vai para os Estados Unidos ou outro país qualquer quando quer fazer compras. Um Playstation 3 lá fora custa o equivalente a R$ 500,00, enquanto aqui não sai por menos de R$ 1999,00. Um iPad em sua versão básica sai por R$ 800,00 nos EUA, no Brasil a previsão é que custe R$ 1800,00. Não, amigo, eu não escrevi errado, o preço estadunidense está em reais mesmo.

Mas os problemas, mesmo que a maior parte seja, não são só causados pelos impostos. Outro problema desse país é que ele está cheio de brasileiros. Aqui o mercado de luxo está na moda. As pessoas acham o máximo pagar preços astronômicos em seus produtos. Tudo para ganhar um nariz de palhaço de status. Roupas que nos EUA são de marcas populares, aqui são artigos de ostentação. Muitas vezes, o único motivo para a pessoa investir tanto dinheiro numa peça de roupa é pela logomarca bordada nela. Pouco importa se gostou realmente dela ou se o preço chega a ser absurdo. Aliás, talvez se o preço não fosse esse, ela nem compraria.

Em quanto o governo não mudar todas essas taxas, vamos continuar tendo que gastar muito mais para conseguir comprar nossas coisas e enquanto o brasileiro não expandir essa mentalidade pequena, também vamos continuar sofrendo com esses abusos. Por enquanto, quem pode, deve continuar passando algumas horas dentro de um avião para fazer suas compras pagando um preço justo. E para quem não pode, o negócio é continuar procurando por ofertas e descontos. Sem falar, no E-Bay que sempre é uma opção.  

Leia Também:

13 comentários:

jefhcardoso disse...

Cara, impostos me dão náuseas. Urgh!! Plápláplá... desculp... ughuuuu! Plápláplá...

Gostaria de lhe convidar para que comentasse o meu conto “Um Conto Natalino”. Ok?
http://jefhcardoso.blogspot.com de blog em blog.

“Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

Impostos são muito piores que as náuseas que eles nos trazem. rs

Raul disse...

É, desisti de comprar um iPad no Brasil quando vi os preços anunciados. A última esperança é que tenha algum desconto pra quem compra com algum plano de dados para navegar na rede 3G.

Raul disse...

Olha, posso dizer que paguei caro do meu iPhone com certa vergonha, justamente por isso mostrar todo esse problema dos impostos.

Realmente percebo muito na fala de certas pessoas, quando vejo fóruns e comunidades sobre o aparelho, que o pessoal tem mesmo dessa babaquice de de achar fodão porque pagou uma nota preta do celular. Já vi até mesmo gente que achava que o iPhone deveria continuar sendo caro porque senão todo mundo poderia comprar.

Na minha opinião, uma pessoa que depende da marca de uma roupa, carro ou celular pra se sentir importante é intelectualmente tão miserável, mas tão miserável, que merece mesmo estar pagando caro por coisas que valem menos da metade daquele preço...

Quanto a questão dos impostos, realmente é vergonhoso. Se o pais ainda tivesse uma bons serviços e infraestrutura pra justificar toda essa arrecadação, mas a gente simplesmente paga fortunas em impostos e não ve nem sinal da aplicação desse dinheiro todo...

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

Os dois grandes problemas são esses mesmo:

1) Tem gente que acha lindo pagar caro nas coisas, só pra se mostrar, e prefere que continue sendo absurdamente caro, só para ele pagar de playboy.

2)Mesmo com todos esses impostos nada funciona nesse país. Nem educação, nem saúde e nem segurança. Então não sei pra onde vai toda essa grana que é arrancada diariamente do nosso bolso.

Eu terminei de ler recentemente a biografia do Ozzy (Eu sou Ozzy) e vou transcrever um pequeno diálogo que ele teve com seu médico depois que caiu num buraco com seu quadriciclo e se arrebentou inteiro. Quebrou várias costelas e teve fraturas na clavícula e em mais um monte de lugares. Então, depois que fez todas as cirurgias na Inglaterra, voltou para os EUA e foi fazer um check-up em seu médico. Segue o trecho em que ele é examinado pelo médico estadunidense:

"Ele tirou o raio X do meu peito, colocou contra a luz e começou a assobiar.
_ Bom trabalho - falou - Deve ter sido bem caro, no entanto. Quanto custou? Mais de um milhão? Uns dez milhões?
_ Nada, na verdade - falei.
Ele não podia acreditar.
_ Como assim?
_ Sistema de saúde britânico - falei e dei de ombros.
_ Puta merda - ele falou - Não é à toa que vocês aguentam o clima ruim."

Se no Brasil pelo menos fosse assim, tava bom. Mas os impostos nossos só servem pra pagar salários astronômicos para nossos políticos.

forever disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
forever disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
forever disse...

CARA NAO ADIANTA NADA SE O BRASILHEIRO CONTINUAR SENDO IDIOTA.
ESTE E UM PAIS MARCADO POR REVOLUCOES,NAO ADIANTA FALAR QUE NAO VAI MUDAR NADA,(OU JA HOUVE ALGUMA MUDANCA EM VIRTUDE DE FALATORIOS ? )
DESCULPE A FRANQUEZA MAIS ESTE PAIS PRECISARIA CORTAR O MAL PELA RAIZ COMECANDO LA NO CONGRESSO, AS PESSOAS SE MOBILIZARES CADA UM EM SEUS RESPECTIVOS ESTADOS E PROTESTAR E FAZER A MUDANCA CUSTE O QUE CUSTAR
SO ASSIM TEREMOS UM PAIS MELHOR E MAIS JUSTO, EMQUANTO NOS FALAMOS EM NOSSAS CONFORTAVEIS CASAS,APTO ETC A REACAO DELES E DAR RISADA.
E TRISTE MORAR EM UM PAIS ONDE TEM UMA ( moqueca ) DE RICOS E O RESTO DOS BRASILHEIROS NA MIZERIA TOTAL.
NO PASSADO GRITARAM ( INDEPENDENICA OU MORTE ) TALVEZ HOJE SERIA
( IGUALDADE SOCIAL OU MORTE )
ACORDA MEU POVO O BRASIL LA FORA E CONSIDERADO COMO UMA LIXEIRA E NOS COMO
O LIXO.

Anônimo disse...

se continuar com esse português, meu caro amigo BRASILHEIRO... o Brasil será cada vez pior mesmo. =/

Raul disse...

Não costumo ficar postando links, ainda mas, recentemente encontrei uma noticia muito interessante, que de certo modo tem a ver com esse artigo: http://blogdoiphone.com/2011/01/usuaria-e-fa-do-ipad-presidente-dilma-quer-popularizar-o-uso-de-tablets-no-brasil/

Resumindo: Quando querem, dão um jeito. Os eletronicos poderiam ser bem mais baratos no Brasil.

Acho ridiculo essa idéia de tentar proteger a industria nacional, quando ela passa tão longe de conseguir satisfazer o mercado.

Não falo pra esnobar, nem como gozação, mas tenho pena das classes mais pobres do nosso país, que estão comprando computadores e celulares tão ultrapassados pensando que são produtos topo de linha. Tem sentido colocarem a venda computadores que quase choram pra rodar o próprio sistema operacional?!

Erica Moreira disse...

Caro,

É uma vergonha o preço dos produtos alimentícios, das roupas, do transporte, ect. Estou morando em Milão há quase três anos e apesar da crise europeia ser duríssima por aqui neste momento, come-se bem, passeia-se, veste-se bem, sem gastar 'rios' de dinheiro.

Para você ter idéia gasto na minha compra mensal em média €250 euros, comprando absolutamente de tudo, enquanto há três anos eu fazia uma comprinha básica (sem queijos, vinhos, yogurts, biscoitos, chocolates) por R$450. Compra básica.

Roupas também custam barato e são de marca. No final das contas os ricos e os pobres têm acesso à cultura, à educação, a um sistema de saúde decente, a roupas boas, etc.

Eu li essa semana que o preço do transporte em São Paulo subiu para R$3. Aqui eu pago €30 por mês e posso usar ilimitadamente todos os tipos de transporte.

Realmente é um absurdo que no Brasil as coisas sejam caras assim e muitas vezes não tenham a melhor qualidade. Leio nos jornais que estamos crescendo economicamente, mas o cidadão precisa trabalhar cada vez mais para poder ter uma vida melhor. Amo o Brasil e hoje consigo perceber que aí estão as boas oportunidades de crescimento profissional (em queda por aqui, infelizmente), mas me pergunto como voltar ao Brasil e ter que me submeter a essa realidade.

aripibu87 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
NANY ALGARY disse...

amei a pura verdade .

Postar um comentário

 
Café com Ócio | by TNB ©2010