Lista: Melhores discos do Metal Nacional na década

6 de set de 2010






Para celebrar o dia da independência de nosso amado país, o CAFÉ COM ÓCIO fez uma lista com os 15 melhores discos do Heavy Metal nacional na década de 2000. A lista mostra que o Brasil é um dos maiores celeiros de rock pesado no mundo e possui excelentes e criativas bandas, não só no passado, mas ainda na atualidade e não fica devendo nada a nenhum outro país do mundo, como você pode conferir abaixo.

O lado triste é que algumas dessas grandes bandas estão sem lançar discos já há algum tempo e outras já abandonaram suas atividades. O que mostra que nem só de talento vive o músico brasileiro, pois não é fácil viver de arte em nosso país, ainda mais se ela for underground.

Com certeza, o amigo leitor, irá descordar de muita coisa nessa lista, mas essa é uma questão do gosto de cada um. Mas a qualidade do material apresentado nesses álbuns é imensa e indiscutível. Entretanto, deixe também sua opinião, pois ela é muito importante e será muito bem vinda.

Apoie o metal nacional!

Confira a lista dos 15 melhores álbuns de heavy metal dos últimos dez anos:

1- Temple of Shadows (2004) – Angra: Este disco confirma a nova formação do ANGRA como tão forte ou ainda mais que a antiga. Aqui podemos notar uma evolução gigantesca no que tange as composições, que estão num nível altíssimo neste álbum. Outro ponto importante em “Temple of Shadows” é a grande variedade musical encontrada. Músicas velozes, outras cadenciadas e pesadas, algumas mais calmas, mas todas muito bem escritas. Aqui a banda chega ao ápice de sua técnica e talento. Sem contar no excepcional conceito por trás do álbum, que conta a história de um cavaleiro na Idade Média, que servia ao exercito da Igreja Católica, mas aos poucos coloca sua devoção à prova, depois de começar a refletir sobre a Guerra Santa e os ideais da Igreja. Sendo que cada ponto da história é muito bem representada pelas músicas. Por tudo isso, “Temple of Shadows” merece o primeiro lugar desta lista.

Destaques: “Spread Your Fire”, Temple of Hate”, “The Shadow Hunter”, “Angels and Demons” e “Morning Star”. 

2- … and Raw Metal Power (2002) – Nordhein: Formada em 1995 a banda carioca NORDHEIN lançou apenas dois álbuns, este “...and Raw Metal Power” e o EP “Total War”. Muito pouco para um grupo com tamanho potencial. Mesmo com uma carreira bastante curta, a banda deixou seu nome cravado na história do metal nacional com este disco de 2002. “...and Raw Metal Power”  é o tipo de disco que você ouve do inicio ao fim e quando acaba, você fica com vontade de apertar o play novamente. As músicas encontradas aqui são a síntese do que seja o Heavy Metal. Riffs como a muito não se via, com peso e melodia na medida certa, além de uma cozinha extremamente competente e um vocalista que sabe soar agressivo e técnico ao mesmo tempo. Quando você tiver um amigo que não conheça o metal, empreste este disco a ele. E se você não conhece esse álbum, procure conhecer o quanto antes e verá que não é exagero nenhum esta segunda colocação. Só tome cuidado com o torcicolo quando for ouvir este disco. Uma pena a banda já ter se desmanchado.

Destaques: “River of Death”, “Doomsday”, “Raining Fire”, “Easy Rider” e “The Metal March!”. 

3- Ritual (2002) – Shaman: Logo após o desmanche do ANGRA, os renegados André Matos, Luís Mariutti e Ricardo Confessori se juntam à Hugo Mariutti e formam a banda SHAMAN. O disco de estreia do grupo é este magnifico “Ritual”. O som que surge é uma mistura daquilo que eles faziam em sua antiga banda com novos elementos. O resultado não poderia ser melhor. “Ritual” é uma aula de metal melódico e todas as músicas são de altíssimo nível. As melodias de guitarra, as viradas de bateria, os climas criados com o teclado e a voz de André Matos se encaixam perfeitamente. Todas as músicas aqui encontradas tem potencial para virarem clássicos do grupo. A terceira colocação é relativa, já que poderia até estar no topo, pois é um excelente álbum, onde todas as faixas são acima da média.

Destaques: “Here I Am”, “Distant Thunder”, “For Tomorrow”, “Ritual” e “Pride”.

4- Pandemonium (2003) - Torture Squad: Lançado em 2003, “Pandemonium” firma a banda como uma das mais promissoras do metal extremo. Com sua mistura avassaladora de Thrash e Death Metal, o TORTURE SQUAD trás um som brutal, mas bem trabalhado e de muito bom gosto. O vocal de Vitor Rodrigues ora gritado e ora gutural são muito bem encaixados e dão um diferencial a banda. Além disso, o disco tem ótimos riffs e uma cozinha destruidora. Sem falar nos refrões que ficam na cabeça. Coisa rara para uma banda desse estilo. Em minha opinião o melhor disco da melhor banda de metal extremo na atualidade.  

Destaques: “Horror and Torture”, “Towers on Fire”, “Pandemonium”, “Out of Control” e “The Curse of Sleepy Hollow”

5- Depois da Guerra (2008) – Oficina G3: Forte na cena cristã, a OFICINA G3 vem conquistando cada vez mais espaço também na cena secular. Depois da saída do vocalista PG e de gravar dois álbuns com o guitarrista Juninho Afran como frontman, a banda toma a acertada decisão de chamar Mauro Henrique para assumir os vocais. O resultado disso é este pesado e técnico “Depois da Guerra”. O álbum soa como uma mistura de Metal Progressivo com Metalcore, algo na linha do que o DREAM THEATER fez em seus últimos discos. E o novo vocalista aumentou ainda mais o poder de fogo das músicas. Este é o disco mais pesado do grupo, mas suas baladas também são impecáveis. “Depois da Guerra” coloca a banda além das fronteiras do White Metal, sendo indicado para qualquer headbanger, independente de religião. Extremamente recomendado.

Destaques: “Meus Próprios Meios”, “Eu Sou”, “Meus Passos”, “Incondicional” e “Obediência”.

6 – Ties of Blood (2004) – Korzus: Curiosamente, depois de 20 anos de estrada, o KORZUS chega ao auge de sua carreira, com este “Ties of Blood”. Mostrando que a banda é como o vinho e quanto mais o tempo passa, melhor fica. O disco trás uma das mais importantes bandas de Metal do Brasil em sua melhor forma. Todas as músicas são muito bem executadas e a produção é de primeira, mantendo todos os instrumentos audíveis e mesmo assim com um peso absurdo. Este álbum trás riffs de guitarra atordoantes e a melhor performance do vocalista Marcelo Pompeu em sua carreira. “Ties of Blood” é uma verdadeira aula de Thrash Metal e deve estar na coleção de qualquer fã do estilo.

Destaques: “Guilt Silence”, “Screaming for Death”, “Evil Sight”, “Punisher” e “Peça Perdão”

7 – Bravo (2007) – Dr Sin: Qualquer um que conheça a banda DR SIN sabe do enorme potencial de seus músicos e “Bravo” deixa isso ainda mais evidente. Com nada mais do que 16 faixas, o disco passeia por variados caminhos dentro do rock pesado e se torna um álbum bastante diversificado, indo de seu Hard Rock tradicional, até sonoridades mais setentistas, passando pelo Metal Tradicional e até pelo Metal Melódico. E independente do estilo da música, em comum sempre está a qualidade das composições. Além de músicos excelentes, os irmãos Busic e o guitarrista Eduardo Ardanuy, cada vez mais vêm evoluindo enquanto compositores, e o saldo disso pode ser ouvido neste “Bravo”. Onde além de esbanjar técnica, a banda também esbanja bom gosto. É o tipo de disco que você ouve com um sorriso no rosto, de tão bom que é.

Destaques: “Nomad”, “Freedom”, “Hail Cesar”, “Signs” e “Full Trotlle”

8 – Trova di Danú (2004) – Tuatha de Danann: Antes deste disco o TUATHA DE DANANN já figurava entre as mais promissoras e talentosas bandas do cenário nacional e este lançamento só deixou isso ainda mais claro. Apesar das influências de Doom Metal terem diminuído bastante neste disco, o lado folk/celta está ainda mais evidenciado. Ouvir este disco é como viajar para um mundo verde cheio de fadas, duendes e músicas alegres. Se comparado ao álbum “Tingaralatingadun”, é possível notar uma perca de peso, mas em contrapartida, a produção está muito mais cristalina, o que permite uma maior apreciação das belas canções do TUATHA. É bom ver como a mistura de guitarras distorcidas, flautas e bandolins, soa tão agradável

Destaques: “Bella Natura”, “Lover of the Queen”, “Believe: It’s True”, “The Arrival” e “The Wheel”.

9 – Epiphany (2005) – Eterna: Mais uma banda de White Metal, mostrando o quanto a cena vem crescendo e o quanto seus representantes brasileiros são bons. “Epiphany” foi lançado após uma reformulação na banda, sendo que o único integrante original é o guitarrista Paulo Frade. Entretanto, os novos músicos nada ficam devendo aos antigos, como demonstra este disco, que junto a “Papyrus” (1999) são os melhores álbuns da banda. Neste “Epiphany” a banda soa um pouco mais Hard Rock do que em seus antecessores, mas sem deixar a veia heavy/prog de lado. E o saldo disso é um baita CD de rock pesado. Todos instrumentos soam extremamente bem, mas destacaria a precisa bateria de Paulo Henrique, que teve que demonstrar todo seu talento para não deixar os fãs com saudades do ex-baterista Danilo Lopes, que também tocava muito. Além disso, o vocalista Leandro Caçoilo é com certeza um dos melhores do Brasil, dominando tanto tons agudos, quanto graves, com muita técnica e feeling.

Destaques: “Epiphany”, “Kyrie Eleison”, “Dead Eyes”, “Searching for Salvation” e “Power for the Fools”. 

10 – Mind Over Body (2006) – Mindflow: Repleto de composições intricadas este “Mind Over Body” alcança um excelente resultado em se tratando de metal progressivo. Com músicas riquíssimas em detalhes e repletas de viradas e mudanças de andamento, este disco não é de fácil degustação, mas é extremamente bem composto. São necessárias algumas audições atentas para perceber toda a grandeza das canções. “Mind Over Body” é um álbum difícil de descrever, ora soa pesado como um tanque de guerra e ora suave como uma pluma e tudo isso, muitas vezes, numa mesma faixa. Neste disco a banda se usa do metal progressivo como desculpa para criar composições que extrapolam todos os limites da música.

Destaques: “Crossing Enemy’s Line”, “Upload-Spirit” “Chair Designer”, “Hellbitat” e “Follow Your Instinct”

11 – Throne of the Alliance (2002) – DragonHeart: Depois do bem recebido debut “Underdark” de 1999, onde a banda foi apelidada como “Blind Guardian brasileiro”, os paranaenses do DRAGONHEART voltam a cena com este excelente “Throne of the Alliance”. Porém aqui, além das já citadas influências dos bardos alemães, o grupo mostra uma sonoridade um pouco mais original, misturando elementos de bandas como GRAVE DIGGER, RUNNING WILD, MANOWAR, IRON MAIDEN e HELLOWEEN. E o saldo é deveras satisfatório. Com três vocalistas em seu line-up a banda consegue se mostrar diversificada no já estagnado cenário do Power Metal. Com refrões fantásticos no melhor estilo “grito de guerra”, ótimos solos de guitarra e músicas que te fazem cerrar os punhos e levantá-los ao ar, este é um dos melhores discos de metal do Brasil.

Destaques: “Throne of the Alliance”, “The Blacksmith”, “Moutain of the Rising Storm”, “Mystical Forest” e “Hall of Dead Knights”.

12 – Tales of Avalon – The Terror (2001) – Dark Avenger: Lançado seis anos depois do debut autointitulado, “Tales of Avalon - The Terror” era para ser a primeira parte de uma obra conceitual que chegaria ao fim com o disco “Tales of Avalon – The Lament”. Infelizmente essa segunda parte nunca foi gravada. Porém, “The Terror”, dava uma prévia do que viria pela frente e de quão longe essa banda poderia chegar. Neste disco o DARK AVENGER mostra um metal tradicional da melhor qualidade, com ótimas composições e um grande trabalho vocal, do já legendário Mario Linhares, que mais uma vez dava mostras de seu incrível alcance. “Tales of Avalon - The Terror” é um grande disco, daqueles que te fazem lembrar como o verdadeiro Heavy Metal deve ser. Uma pena a banda ter acabado. Mas há rumores sobre uma possível volta, vamos torcer para isso.

Destaques: “Tales of Avalon”, “Heroes of Kells”, “Clas Myrddin”, “Caladvwch” e “Morgana”

13 – AssassiNation (2006) – Krisiun:  Aclamados como os criadores do que se convencionou chamar pelo singelo nome de Brutal Death Metal, a banda KRISIUN é uma das mais importantes do metal extremo no mundo. E isso se deve a uma discografia bastante regular, sempre com bons álbuns. Entretanto, neste “AssassiNation” o grupo deu um passo à frente em seu som. Claro, que as melodias brutais e ultra velozes estão presentes, porém, aqui o som tornou-se mais quebrado e bem trabalhado, o que mostra como o trio evoluiu enquanto músicos. Aqui o KRISIUN levou sua violência sonora para um novo patamar, o que garante a eles continuar no topo do mundo dentro do estilo.

Destaques: “Bloodcraft”, “Vicious Wrath”, “H.O.G. (House of God)”, “Suicidal Savagery” e “United in Deception” 

14 – Rebirth (2001) – Angra: Mais um do ANGRA neste lista. “Rebirth” foi lançado logo após o desmanche sofrido depois do lançamento do disco “Fireworks” de 1999. Com os novos músicos precisando conquistar os antigos fãs da banda, o grupo toma a decisão correta de não ousar muito neste disco e manter o estilo dos álbuns clássicos do grupo, em especial o debut “Angels Cry”. Apesar de seguir a mesma formula do primeiro disco da banda, “Rebirth” tem músicas extremamente empolgantes e os novos integrantes puderam mostrar seu talento durante as 10 faixas que compõe o disco. Tanto que o álbum pode ser considerado um dos melhores CDs de Metal Melódico dos últimos anos.

Destaques: “Nova Era”, “Millenium Sun”, “Acid Rain”, “Unholy Wars” e “Running Alone”.  

15 – The Famous Unknown (2007) -  Ancesttral:  Este disco se trata do debut e até agora o único da banda ANCESTTRAL, o que mostra o quanto eles podem ir longe se mantiverem o mesmo nível deste “The Famous Unknown”. As comparações com o METALLICA são inevitáveis por conta do vocal de Alexandre Grunheidt ser parecido com o de James Hetfield. Também pudera, ele cantava em uma banda cover deles. Porém, restringir o som do ANCESTTRAL a isso, seria uma baita injustiça. É fato que a banda paulista também faz um Thrash Metal vigoroso, porém, com identidade própria, muitas vezes mesclando seu som com o metal tradicional dos anos 80.  Este álbum trás ótimas composições e grandes riffs de guitarra, além de levadas de bateria de tirar o fôlego com pedais duplos impressionantes. Se você gosta desse estilo de música, escute sem medo.











52 comentários:

Snap Noris disse...

Na boa, não consigo achar Temple o Shadows isso tudo ai. Pra mim, Rebirth e Ritual do Shaman são melhores

Raul disse...

Eu colocaria Dragonheart e Ancesttral no topo da lista. Também colocaria Fairytale ai pelo meio, mas acho que a lista ta muito bem construida. Realmente, é uma pena ver que nem todas as bandas tiveram seu devido valor respeitado, mas como já falamos em outras oportunidades, música no Brasil é uma coisa muito comercial. (eu sei que dizer isso é clichê, mas é verdade, não?)

marcelo mosh disse...

que porcaria de lista é essa que não tem nenhum album do sepultura ? ah, faça-me o favor !!!!

Anônimo disse...

Sem "Demon King" do grande CHAKAL??? Piada!

Krenker / Nikos / Rickya disse...

Lista interessante. Bom q vou correr atras de algumas coisas ai q nao conheço. Mas apesar de bom acho dificil colocar o Temple of Shadows em primeiro lugar. Não ter o Angels Cry ou mesmo o Holy Land ai é um erro crasso. Embora o Angra novo seja competente, o antigo tinha muito mais identidade.

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

Só pra constar,a lista refere-se apenas aos álbuns lançados nessa década, ou seja, de 2001 até 2010. Por isso, discos como Angels Cry e Holy Land não estão presentes. Assim, como nenhum tem nada do glorioso Sepultura, porque em minha opinião nenhum disco deles lançado nesse período foi assim tão bom para estar entre os 15. Eu havia feito uma lista com os 25, aí o Dante XXI estava nela.

Luciano Luck Lopes disse...

quem elaborou isso só pode estar louco impossivél deixar de fora pelo menos um desses só para citar e olha que a lista até é boa mas sem por exemplo Viper-Theatre of Fate, Sepultura-Arise e ou roots e ou territory Dr.Sin qualquer um e um projeto que ai talvez não seria incluido por ser projeto o lançado pela Die Hard Willian Shakespiare Hamlet até o próprio Angra que apesar de gostar dos dois discos sitados os dois juntos não chega próximo se quer do Holy Land que é uma aula de melódico bom enfim gostos são gostos e respeito mas me perdoe o criador da lista está muito mal informado com todo respeito

Luciano Luck Lopes disse...

E só para completar já que fui um pouco injusto ao referir sobre a lista e pesso desculpas por não ter percebido direito sobre os critérios da lista e como diz no inicio do texto de 2000 para frente mas é mesmo complicado mesmo depois desse ano ter como primeiro o Temple of Shadows do grande Angra sem citar antes o Próprio Ritual do Shaman que aparece na lista e também o caro amigo que postou a lista não se ter lembrado de outros com por exemplo o primeiro album do projeto do Edu Falashi que depois virou banda o Almah os Akashic entre outros e por favor não me interprete mal pois sua lista não é mal mas também sei que é complicado fazer uma lista sem esquecer de alguem o importante de tudo isto é que o Heavy Metal Brasil no seu todo está vivo e muito vivo e recomenda-se só não ouvirá quem for surdo e arisco me a dizer que entre as 20 melhores bandas do planeta de certeza temos uma do Brasil e nem preciso dizer qual é só de ter influenciado muitas e muitas outras e também no ano de lançamento para quem não recorda o Album ROOTS simplesmente bateu dentro dos USA na primeira semana de venda nada mais nada menos que os lançamentos dos também lendarios artistas Pop Madona e o king of pop Michael Jackson só por isso o Brasil no metal tem seu nome mais do que nunca cravado na história do HEAVY METAL MUNDIAL

Anônimo disse...

Hmmm. Imagino que você tenha nascido depois de 1990... e é fã da segunda fase do Angra. Deveria deixar bem claro pros leitores. Faltou Sepultura (Chaos AD). E o Tales of Avalon do Dark Avenger talvez esteja à frente do Angra, que se perdeu nas firulas. Falando ainda do Dark Avenger, faltou um H lá no "a rumores" (há rumores) e a banda se reuniu para alguns shows.

Anônimo disse...

Caralho que galera burra veih ,ESSA LISTA É DOS ANOS 2001 ATÉ 2010 ,jájá irão pedir para colocar A BOLHA ou então Morbid Visions do Sepultura.Sua lista está bem coerente!legal!

Anônimo disse...

Que lista mais fuleira!

Lucas Stollcan disse...

Este comentário vai para o Luciano Luck Lopes:
meu, aprende a escrever o português corretamente, desse jeito não dá pra te dar credibilidade nenhuma em seus comentários sobre a lista e/ou sobre qualquer coisa que escreva. Erros de português crassos, erros de pontuação, gramática, etc. Foi realmente foda ler este comentári seu, apesar de algumas idéias terem algum sentido, você não prestou atenção mesmo, de que a lista é de 2001 a 2010.
Deixo o aviso também de que, há, no verbo haver (ex: há rumores), se escreve com h e acento agudo no a, e não apenas a vogal a.

Paulinha disse...

hahahahaha galerinha acha q a ultima década foi nos anos 90? turminha, tamo em 2010! lê direito e faça as continhas pra depois dizer algo. :D #fikdik

Anônimo disse...

Como se no Brasil só lançassem isso. Brasil tem mais a oferecer. Cadê os álbuns do Mystifier, do Goatpenis, do Grave Desecrator, do Vulcano?

Anônimo disse...

A lista até que não é ruim,mas colocar a droga do metal progressivo numa lista com tantos nomes de "PESO" realmente eu não concordo.Poderia trocar O MINDFLOW e o ETERNA (urgh) , pelos dois sensacionais discos também do Torture Squad (Hellbound de 2008 e o The Unholy Spell de 2001,pra não falar do também sensacional mais recente lancamento dos caras,AEquilibrium de 2010).Se é pra repetir nomes na lista,vamos repetir com TRUE METAL.Mas,como vc mesmo disse no inicio do post,é questão de gosto....

Paulinha disse...

é impressão ou quem vem criticar não curte mostrar a cara(ou não tem coragem)?
criticas são bem-vindas, não precisa ter medo de mostrar quem você é! ;)

Daniel disse...

A Lista esta Muito boa e o Primeiro Lugar não poderia ser melhor, pra mim Temple of Shadows é o melhor album do Angra.
E so pra finalizae eu acho que teve gente aki q nem leu o titulo da postagem:"Melhores Discos do Metal Nacional na DÉCADA" , Ou seja, DE 2000 ATE 2010, tem gente q ta pedindo angels cry e holy land na lista e nem pensou q esses albuns não foram lançados nessa decada, e tem gente q pediu album do sepultura q ja a anos (leia-se depois da saida do max) não faz um album q realmente valha a pena, é claro q isso é questão de gosto, mas acho q quem for criticar tem q prestar mais atenção antes de falar alguma coisa...

ser (eu) disse...

OLá pra todos ,bom listar coisas é algo bom e tbm tão perigoso as vezes e se tratando de Heavy metal list,ai complica sempre ,mais eu como sempre acompanho essas listagens ,levanto o dedinho e queria fazer uma listinha tbm retória a esta ,rsr,enfim ,vamos lá,-1-Beneath The Remains ,Sepultura,-2-Theatre of fate,Viper,Angels Cry,Angra,-3-Stress,Stress,-4-I.N.R.I,Sarcofágo,-5-Crucificados pelo sistema,Ratos de Porão,-6-Mass Illusion,Korzus,-7-Tingaralatingadun,Tuatha de Danann,-8-Disturbing the Noise,Attomica,-9-Rebirth,Angra,-10-Conquerors of Armageddon,Krisiun,-11-Joe´s Rhapsody,Destra,-12-Arise,Sepultura,-13-Alea Jacta Est,Dorsal Atlantica,-13-Sentido da Vida,Stauros,(obs)Cantar em inglês é facil,agora em português com sentimento de puro heavy metal é para poucos ,e essa banda conseguiu ,quem não conhece ,procure conhecer este album.-14-Pandemonium,Torture Squad,-15-Storm of Vengeance,Funeratus.Bom amigos ,ai esta ,mais uma listinha introdutótia ,espero que pelo menos dois albuns ,alguém goste comigo,rs,abração a todos.(Ahh.se algúem quiser trocar idéias ,sobre metal e coisas cotidianas ,meu msn é este>(petrifica@hotmail.com).

Raul disse...

Eu acho que o Sepultura não entrou pra lista tentar ser mais equilibrada. Já tem Krisiun, Korzus, Torture Squad, que são bandas com um trabalho bem mais interessante do que o Sepultura.

Fora que, sinceramente, alguém acha mesmo que se tivesse um album do Sepultura listado, isso aqui já não tinha virado aquela discussão idiota sobre "Sepultura sem o Max não presta / Sepultura sem o Max voltou a ser uma banda"? Faz tempo que os caras tão mais preocupados com virar arroz de festa em coluna de fofoca do que fazer música.

"Ah, mas repetiu o Angra, poderia tirar um dos álbuns pra colocar o Sepultura". Realmente, era uma possibilidade, mas será que a banda tem feito um trabalho digno de estar no "top 15"? A evolução do Angra entre um álbum e outro é praticamente induscutível. Já o Sepultura e o Cavallera Conspiracy parecem estar mais preocupados em jogar pedra um no trabalho do outro do que com seus próprios discos.

Lucas Stollcan disse...

ser (eu), seu mané... Burro!!!!!!
A lista é da Década, animal de teta!!!!!

Anônimo disse...

Boa lista, poderia incluir tambem as bandas Violator e Distraught !!

Anônimo disse...

Ah, para mim so faltou o "Love On The Rocks" do Pleasure Maker, que apesar de nao ser realmente um album de Metal, é um excelente disco de Hard Rock oitentista que recebeu muitos elogios pelo mundo afora, pena q nao é uma banda muito conhecida...
Contudo, boas escolhas para a lista

Everton´roll disse...

Gostei muito da matéria.Achei bastante elucidativa e de extremo bom gosto.Mas cadê a fenomenal banda Akashic?Gosto muito do Angra mas seria mais justo eliminar um álbum deles(no caso o Rebirth) e adicionar o Timeless Realm.Mas é só minha opinião.

RUbens Lessa disse...

Lista são dispensáveis. O pior foi eu ter parado e lido isso...só diga uma coisa: onde está o "Vida, the play of change" do Imago Mortis?. Enfim...

Anônimo disse...

Meus Deus, que lista é essa... Devia ser um blog de comédia com essa lista.

Anônimo disse...

Galera essa lista é do ano 2001 até o ano de 2010!
Pedir Arise(1991),Angels Cry(1993),Theatre Of Fate(1989),Holy Land(1996) e Roots(1996) é perda de tempo.
Na minha opinião,alista ta boa.Mesmo assim acho que colocaria o Aqua(2010),o Infallible(2009) e o The Reason Of Your Conviction(2007)

Anônimo disse...

essa lista e todas essas reclamações só provam uma coisa: GOSTO É QUE NEM CU!
e pronto, nada mais a ser discutido.

Anônimo disse...

A lista está boa, de fato. Mesmo não sendo "fã" do Angra, concordo plenamente com o primeiro lugar - o "Temple of Shadows" foi o melhor disco que já ouvi deles até hoje.

Só não concordei muito com colocarem o Angra 2 vezes na lista ao invés de citarem outros trabalhos MUITO MELHORES de outras bandas de vertentes como o Death, Thrash e o Black Metal e que mereciam figurar numa lista como essa, citando o "Legions of Violence", do PROPHECY, daqui do RJ, por ex.

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

Aos que me alertaram para o erro na falta do "H" no texto sobre o Dark Avenger, muito obrigado. Já fiz a correção.

Quanto aos outros, muito obrigado pelos comentários. É bom ver que existe essa variedade de opiniões. O que só mostra uma coisa: que o heavy metal brasileiro é muito forte e tem muitas bandas de qualidade.

Muito obrigado a todos e continuem comentando e lendo este blog. Em breve teremos novidades.

Evandro disse...

Cara, Mindflow só é aceitável se isso for declaradamente uma matéria paga. Senão, esquece...

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

Olha, Evandro, matéria paga você pode ter certeza que não é!

Paulinha disse...

hahahahah nego viaja hein?! antes fosse paga msm.. taria ganhando algo! hahaha

Raul disse...

Como não é paga? Eu gosto tanto da banda que paguei pra colocar ela ai no meio.

Bruno disse...

Ao invés de discutir, poderiam aproveitar mais a sonoridade nacional.
Brasil é forte no Metal, sim.

Sam Dunn (Metal: A Headbanger's Journey e Global Metal) que o digam.
Rat Skates (Get Thrashed - quase 1m do filme é dedicado ao Sepultura!!)

PORCÃO 666 disse...

porra, A LISTA MAIS PORCA QUE EU JA VI

valorizou a merda do Franga, e esqueceu dos 2 álbuns do HIBRIA, eles são brasileiros sim, bando de vermes intestinais, e fazem som mais decente que a desgraça do Edu Gaylaschi e seu bando de paquitas.

AH, VAI TOMA NO CU!

Anônimo disse...

pq iriamos relevar um comentário de um cara que se auto intitula "porcão 666"?
¬¬

foi mal, mano. sem credibilidade com um nick tosco desse.

Anônimo disse...

É mesmo, o Angra não merece credibilidade nenhuma, quem merece é o PORCÃO 666... kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

ah sim, com ctz... por isso q o Angra é conhecido mundialmente e o Porcão 666 é apenas um otário comentando merda em um blog. ;)

M disse...

Ótima lista... só achei que deveria ter Fragile Equality do Almah. Não concordo com o Rebirth tá aí. Eu fui ouvir Nordheim depois de ler essa lista, nunca tinha ouvido falar e gostei muito. E é óbvio que o porcão 666 é só um trol que veio aqui pra atrapalhar, Hibria não é tudo isso não hein...

Paulinha disse...

pararam de xingar por aqui? ufa! hahahaha

Marcondes disse...

Pra mim entraria na lista o The Reason of Your Conviction, do Hangar.
Mas bom ver coisas diferentes na lista, pra procurar conhecer.

abraços!

Alinor disse...

Faltou álbum na lista ? Sim .... não dá pra agradar todo mundo, mesmo do porque não foi uma votação em massa, acredito . Também não entendo porque deixar de fora bandas e estilos mais extremos do underground ( com excessão do Krisiun e Korzus, que já são bem conhecidas !!!!!) mas que mereceriam todo crédito, como Malefactor (Centurian, um álbum fantástico de uma banda também fantástica !!!!) e Mystifier (Profanus, um álbum de uma qualidade surpreendente e inquestionável), Também senti falta do álbum "Army of the Time", da banda Steel Warrior, aqui de Santa Catarina, um dos mais surpreendentes da década, inclusive muito bem criticado na época por diversas revistas e sites, daqui e do exterior . Mas gostei muito de ver "Tample of Shadows" da banda Angra aqui .... sem dúvidas seu Master Peace, em todos os sentidos . Um trabalho único e sem comparações ! .

Anônimo disse...

AngrA com certeza merece está nesta lista com Temple of Shadows e Rebirth; Mindflow muito bom!!!! Dr. Sin nem se fala. Falta um quê de complemento,mas pra mim está ÓTIMO!!!!

Luciano Luck Lopes disse...

Resposta ao sr. Lucas Stollcan, primeiramente obrigado por concordar em alguns pontos comigo e em segundo sobre os erros de português, tens toda a razão mas vou te dar a explicação mais simples embora tenho que concordar contigo infelizmente ou felizmente estou vivendo já a 10 anos em portugal e a confusão que vai em minha cabeça sobre como escrever correctamente é de loucos, mas tudo bem vou tentar ver se me faço compreender numa próxima valeu. e quanto a lista novamente embora como disseram aqui que gosto é como o ***** cada um tenho o seu, numa coisa todos irão concordar que nós Brasileiros em termos de banda e não só, não devemos nada a ninguém e graças aos Deuses do Metal a fasquia está sempre a subir. e para o escritor da lista mais uma vez parabéns e continue essas listas são sempre muito legais para demonstrar os gostos mais variados do verdadeiro headbanger ou em outros tempos metaleiros sei que não gostam dessa expressão mas fazer o que tenho quase 40 e sou dessa época ah ah, saúde e sucesso a todos e viva o Hard n´Heavy Brasuca

Luciano Luck Lopes disse...

Bom eu de novo, alguém sabe me dizer que fim levou uma banda carioca chamada ALEGRO que lançou apenas um álbum muito bom de Speed Metal(metal melódico) com o titulo de mesmo nome, para quem não conhece vale a pena, só não sei se os caras continuam na ativa.

Jorge disse...

Estava coerente ate chegar no Mindflow.
Banda ruim do caralho!

Samir disse...

esse cara q fez a lista com ctz nunca ouviu Humanology do Eminence.

Dney disse...

O rapaz teve boa vontade.
Mas, enfim, ninguém é dono da verdade e ele, seguramente e de modo geral, acertou nas indicações, agradando a maioria...
Eu só discordaria (até levando em conta que o articulista é cristão) da indicação do Eterna (embora eu seja admirador do trabalho de Leandro Caçoilo desde sua estréia no Sacred Sinner em Goiânia, qdo tive o prazer de conhece-lo, ainda na época que eu escrevia para revistas de música), pois o "Papyrus", com pérolas como "Da Pacem Domine", "Mary's Son" e "Working Man", é realmente imperdível!!!

Mad Max disse...

realmente a lista foi muito bem feita, concordo com quase todos os cd's que ai estão , muita gente falou que o "rebirth" do ANGRA não deveria estar mas eu acho que ele merecia estar até um pouco mais em cima, mas tudo bem, estranhei apenas uma pessoa comentar sobre a falta do HANGAR que ao meu ver parece ser uma das bandas que melhor representa a cena heavy do brasil, tambem gostaria de mencionar o trybusy que é uma banda muito foda.

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

Mad Max, devo concordar que Hangar e Tribuzy lançaram discos muito bons e devo lhe informar que estavam concorrendo e chegaram bastante próximos de estar entre os 15. Mas acabram perdendo posições para outros e ficaram de fora. Mas são duas bandas muito boas!

Dyego Matos disse...

Acho O Ritual o melhor de todos mas faltou o Reason (Shaman), Time to be Free (Andre Matos Solo), The Reason of your Conviction (Hangar)mesmo assim vlw.

Anônimo disse...

DragonHeart excelente banda, pena que o último album foi em 2005

Postar um comentário

 
Café com Ócio | by TNB ©2010